Nações Unidas

Como erguer uma nação das cinzas da guerra?
Construir confiança, ganhar confiança e aprender a confiar

Confiança em si mesmos, na lei e nas instituições públicas

Em 2001, a Comissão de Acolhimento, Verdade e Reconciliação (CAVR) de Timor-Leste começou um processo de reabilitação psicológica para as vítimas da guerra - indivíduos lesados, famílias separadas e comunidades divididas. Os timorenses representantes da comissão ouviram e gravaram as histórias de cerca de 8.000 pessoas que sofreram durante o período de 1974 a 1999. Ao proporcionar um testamento dessas experiências, a comissão ajudou as comunidades e famílias a começar a reconstruir a confiança mútua perdida.

Sentindo que estariam seguros nas suas comunidades, os deslocados internos já estão de volta em suas casas. Confiando que teriam um futuro seguro, o povo de Timor-Leste está construindo casas, investindo em educação, criando pequenas empresas, casando mais tarde e tendo menos filhos. Alguns timorenses que haviam sido forçados a refugiar-se na Indonésia em 1999 também já voltaram ao seu país.

O povo timorense criou um sistema democrático de governo sustentado por uma Constituição. Leis foram promulgadas, garantindo o direito à alimentação, habitação, educação, água potável e saneamento básico para seus cidadãos. Além disso, foram ratificados sete tratados internacionais importantes sobre direitos humanos, criminalização da violência doméstica e estabelecimento de uma comissão para combater a corrupção. Através desta e outras medidas, Timor-Leste conseguiu ganhar impulso na garantia dos direitos dos seus cidadãos e iníciou um processo de resgate da confiança do povo na lei e suas instituições.