Nações Unidas

Como erguer uma nação das cinzas da guerra?
Construindo um espaço seguro

Um espaço seguro
para criar instituições

Depois da Consulta Popular de 1999 e ainda sofrendo as consequências de um quarto de século de conflito, o povo de Timor-Leste partiu de uma infraestrutura devastada para construir a sua nação.

Para levar avante essa tarefa enorme, o país contou com o auxílio das forças de manutenção de paz da ONU, e o primeiro gesto foi criar um espaço onde o país emergente pudesse organizar eleições, criar instituições, fornecer serviços públicos, melhorar a qualidade de vida e proteger os direitos humanos.

A ONU e a comunidade internacional ajudaram a estabelecer e a treinar a Polícia Nacional de Timor-Leste e apoiaram as entidades estatais civis responsáveis pela supervisão das forças de segurança.

Com o passar do tempo, e apesar de alguns retrocessos, a polícia de Timor-Leste assumiu plena responsabilidade pelo policiamento e a ONU passou a exercer um papel consultivo. Hoje, as mulheres e homens que formam a polícia de Timor-Leste estão presentes nas linhas da frente da manutenção da paz e da estabilidade. O país também conseguiu criar vários serviços para garantir a segurança da população, incluindo combate a incêndios, atendimento a emergências e imigração.

O desejo de Timor-Leste criar um espaço seguro para seu povo é exemplificado pelo Tour de Timor. Uma vez por ano, ciclistas timorenses e internacionais passam com segurança pelos mais remotos locais do país e são bem recebidos e incentivados pela população dos vilarejos. O Tour de Timor de 2012 proporcionou a primeira travessia da fronteira com a Indonésia, passando pelo território indonésio de Timor Ocidental e chegando no enclave de Oecusse, Timor-Leste. Esta extraordinária conquista é um sinal da crescente cooperação entre Timor-Leste e a Indonésia.